quinta-feira, 24 de julho de 2014

domingo, 1 de junho de 2014

Como a dignidade enfrenta o medo e a barbárie!


MENU POLÍTICO 01/06/2014
Dínamo de Kiev: o time que enfrentou Hitler
"TODOS OS JOGADORES SÃO PRESOS E ENVIADOS A UM CAMPO de concentração; quatro deles são mortos"

http://imgs.opovo.com.br/imgs/autores/PlnioBortolotti.jpgPlínio Bortolottiplinio@opovo.com.br

Em período de Copa do Mundo, falemos de futebol (com política). Começo com uma história que sempre me impressionou, a do Dínamo de Kiev, durante a ocupação alemã da Ucrânia, na Segunda Guerra Mundial. Valho-me do livro Futebol & Guerra - Resistência, triunfo e tragédia do Dínamo na Kiev ocupada pelos nazistas, de Andy Dougan que, de quebra, ajuda a entender o que está se passando hoje na agitada história ucraniana. Fundado em 1927, o Dínamo de Kiev era um time do clube esportivo da polícia, que se tornou destaque mundial.
EM JUNHO DE 1941, Hitler inicia a operação Barba-Roxa, invadindo a União Soviética com com três milhões de soldados; Kiev, a capital da Ucrânia (então uma das repúblicas da URSS), cai nas mãos dos nazistas em setembro do mesmo ano. Os ucranianos, que já viviam oprimidos pelo regime stalinista, serão submetidos agora a horrores indizíveis. O cartão de visita da chegada alemã é a chacina de 30 mil judeus, enterrados nos arredores de Kiev.

NO COMBATE PELA TOMADA capital ucraniana, a cidade ficara destruída, as indústrias desmanteladas e a produção paralisada. As forças de ocupação precisam pôr as coisas para funcionar novamente, principalmente a indústria de pão, para alimentar as tropas.

O UCRANIANO JOSEPH KORDIC, diretor da principal padaria industrial da cidade, colaborador dos nazistas - e apaixonado por futebol - encontra, certo dia, um dos jogadores do Dínamo, perambulando miseravelmente nas ruas, e lhe oferece emprego. A partir daí, ele procura os demais jogadores, que estão vivendo precariamente, e os emprega em funções subalternas na indústria que dirige.

SOB A INFLUÊNCIA DE KORDIK, os alemães resolvem usar o esporte na tentativa de tornar a população kieviana, hostil ao invasor, mais colaborativa. Os alemães reabrem o campeonato da cidade e os jogadores do Dínamo organizam um time na padaria, a que dão o nome de Start (começo).

EM UMA SEQUÊNCIA ESPETACULAR, os esfarrapados rapazes do Start, mal alimentados, debilitados fisicamente, com fardas e chuteiras improvisadas, vencem de goleada todos os times que lhes surgem à frente, inclusive os alemães. O Start passa a ser visto como um símbolo da resistência, e começa a preocupar os nazistas, que procuram um modo de acabar com a fama da equipe.

MARCAM UM JOGO com com o Flakelf, forte equipe da Luftwaffe, porém, o Start dá uma surra de 5 x 1 no time formado pela elite da força aérea alemã. Inconformados, as autoridades de ocupação determinam uma revanche para dali a três dias - e reforçam seu time mais ainda. A cidade fica eletrizada, a disputa ganhara caráter ideológico.

NO DIA DA PARTIDA, reunidos no vestiários, os jogadores do Start sabem que uma vitória significaria punição violenta e até a morte para eles, principalmente depois que o juiz da partida, oficial da SS, entra nos vestiário, orientando-os a fazer a saudação nazista no início do jogo.

ENTRAM EM CAMPO. O estádio lotado. Silêncio opressivo. Os jogadores alemães alinham-se levantam os braços e gritam a saudação nazista: “Heil Hitler” (salve Hitler). A equipe do Start, em seguida, repete o gesto, porém grita em uníssono: “Fizculthura” (uma saudação ao esporte). Foi o primeiro desafio. O jogo começa com os alemães cometendo faltas violentas, sem que o juiz se importe, e fazem o primeiro gol. Mesmo assim, o primeiro tempo termina em 3 x 1 para o Start.

NO INTERVALO, outro oficial nazista vai ao vestiário e recomenda que percam o jogo. O Start volta, toma mais dois gols, porém faz outros dois. O jogo termina em 5 x 3 para o time de Kiev. Entretanto, a suprema humilhação para os alemães havia partido do mais jovem jogador do time, Klimenko: franzino, ele dribla toda a defesa alemã; para a bola em cima da linha; vira-se para o centro do campo, e põe a bola novamente em jogo, sem marcar o gol. O juiz encerra o jogo, a torcida, em êxtase, passa a provocar os alemães e é contida com violência pela polícia.

OS JOGADORES ESPERAM PELO PIOR. Nos dias seguintes, todos são presos e enviados a um campo próximo a Kiev: três dos jogadores são executados com tiros na nuca, durante uma represália. Outro, que os alemães suspeitavam ser espião da NKVD (serviço secreto da URSS) já fora assassinado. Os demais sobrevivem.

AO FIM DA OCUPAÇÃO DE DOIS ANOS, em que 2/3 da população de Kiev pereceu, os jogadores foram considerados heróis. Até hoje a história é lembrada pelas novas gerações de jogadores. O feito dos rapazes do Start está eternizado em um monumento de granito, com três metros de altura, em frente ao estádio do Dínamo.

Confissão
Confesso a vocês, sou um brasileiro atípico, daqueles que não se importam com futebol (porém, nas pouquíssimas vezes em que fui a um estádio soube distinguir quem era a bola). Nesse aspecto, sou tão inocente, que torço para que todos os times cearenses, incluindo o Fortaleza e o Ceará - e principalmente o Ferroviário, cheguem à Série A do Brasileirão.

Dimensão humana
Entanto, gosto da dimensão humana do futebol, creio que é o esporte que melhor reflete os mais profundos aspectos da vida: paixões, alegrias, tragédias. Por isso, sou leitor do Serginho Rêdes e do Tostão, ambos colunistas deste jornal.

Homenagem

Asssim, meus amigos, em homenagem ao mundial de futebol, pela qual não vou me descabelar, porém me opondo à consigna “não vai ter Copa” - uma besteira, quando não uma reles vindita sem sentido - vou escrever outras histórias sobre o esporte bretão durante este mês.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Audiência Pública: Municipalização do trânsito no Ceará


A audiência pública, solicitada pelo vereador Deodato Ramalho e o pelo deputado estadual Camilo Santana, para discutir a municipalização do trânsito no Ceará aconteceu nesta segunda-feira (27), no Auditório Murilo Aguiar (Assembleia Legislativa do Ceará).

No debate, estiveram presentes representantes de órgãos e entidades ligadas ao tema trânsito, como o Instituto Brasileiro de Defesa da Cidadania, Departamento Estadual de Trânsito, Conselho Estadual de Trânsito, Comissão de Trânsito da OAB e a Federação Moto Clube do Ceará.
A proposta da municipalização parte de uma concepção democrática da cidade e do trânsito, em que, além das autoridades públicas, a representação popular é co-responsável pela edificação do espaço urbano, a partir da participação e da cidadania ativa em favor da vida.

O consultor técnico do Instituto Brasileiro de Defesa da Cidadania (Ibradec), Luiz Carlos Paulino, apresentou dados preocupantes do trânsito no mundo: 1,3 milhão de mortes por ano, gerando custo de 518 bilhões de dólares. Segundo ele, no Brasil, morrem 117 pessoas diariamente no trânsito, gerando custo anual de R$ 33 bilhões, sendo R$ 187 milhões gastos anualmente pelo Sistema Único de Saúde.

Para o vereador Deodato Ramalho, esse debate teve o objetivo não só de exigir que a municipalização do trânsito no Estado seja implementada, mas também de cobrar dos gestores o compromisso do cumprimento do Código de Trânsito Brasileiro. Segundo o vereador, alguns gestores públicos acham que a implementação da municipalização vai gera impopularidade. “Isso é demagogia e falta de compromisso”, afirmou o parlamentar.

“No trânsito, 90% dos acidentes são causados pela imprudência do condutor. No Brasil, o número de mortes no trânsito é maior do que os homicídios e mortes causadas por câncer”, destacou Deodato.

O deputado estadual Camilo Santana ressaltou sobre a importância de  sensibilizar os municípios para que façam o controle do trânsito e que garantam maior segurança para os habitantes, por meio de órgãos de controle do trânsito nos municípios.

Projeto do Conselho Municipal de Trânsito e Mobilidade Humana

Na oportunidade, o vereador Deodato falou sobre seu Projeto de Indicação de criação do Conselho Municipal de Trânsito e Mobilidade Humana para a cidade de Fortaleza. O projeto de autoria de Deodato foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Fortaleza, entretanto o Prefeito Roberto Cláudio vetou o projeto sem dar a devida atenção.

“O conselho tem participação poder público e da sociedade civil organizada, pautando suas decisões na democratização da gestão do trânsito e dos transportes no Município. Espero que, em algum momento, o Prefeito se sensibilize com essa questão”, almejou Deodato.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

PROPOSTO O DIA 18 DE OUTUBRO COMO O DIA DA PAZ NO TRÂNSITO - A LEI DA BOA VIAGEM!

Na audiência pública conjunta da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará e da Câmara Municipal de Fortaleza, proposta por mim e pelo deputado estadual Camilo Santana, para discutir a Municipalização do Trânsito, foi proposto pelo professor/pesquisador Luís Carlos Paulino, a instituição do dia 18 de outubro como o Dia da Paz no Trânsito - Lei da Boa Viagem - numa alusão ao grave acidente de ônibus ocorrido em Canindé, que vitimou 17 pessoas, a maioria dos quais
de Boa Viagem. Para que tenhamos a compreensão da gravidade do problema, na minha fala, destaque alguns números terríveis, como o de que no Brasil morrem mais pessoas por acidente de trânsito do que por câncer ou por homicídio. Em tese, temos que temer mais um motorista ou um motociclista do que o tumor maligno ou o homicida. Em 2012 acidentes de trânsito mataram 60.000 pessoas. No Ceará foram 2.403 (em 2011 foram 1.091). Por proposta minha a Câmara Municipal aprovamos o projeto de indicação para criação do Conselho Municipal de Trânsito e Mobilidade Urbana. Apesar de aprovado por unanimidade o prefeito Roberto Cláudio ainda não se sensibilizou para criar o Conselho.
Curtir ·  · 

quinta-feira, 22 de maio de 2014

FHC deu vexame internacional e levou sermão de Bill Clinton. HUMILHANTE!

Tempos sombrios para o Brasil! País de quatro para os Estados Unidos; para o FMI; tempos em que o chancelar brasileiro passava pela humilhação de tirar os sapatos para ser revistados nos aeroportos americanos; tempos em que Uganda era citado como exemplo ante o Brasil; TEMPOS EM QUE O SEU PRESIDENTE LEVAVA PITO HUMILHANTE EM ENCONTRO COM CHEFES DE ESTADO...

quarta-feira, 21 de maio de 2014

DEZESSEIS ANOS DE SAUDADES!

Saudades! 
Todo dia faço uma oração que ele me ensinou no tempo em que fui seu coroínha "Senhor entregou o meu passado à Vossa misericórdia; o meu presente ao Vosso amor
 e o meu futuro à Vossa providência! "
 e o meu futuro à Vossa providência! "

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Quando Dolares Falam Mais Alto: TRAIDOR GENERAL AMAURY KRUEL.




Publicado em 14/10/2013
História: Kruel traiu Jango por 6 malas de dólares

Major viu os dólares novinhos, de um banco americano, que o presidente da FIESP entregou ao traidor.

João Vicente Goulart, filho de Jango, e Veronica Fialho gravaram em vídeo o depoimento do Major do Exército Erimá Pinheiro Moreira, que testemunhou como o Comandante do II Exército, em São Paulo, Amaury Kruel traiu Jango no Golpe de 1964, por seis malas cheias de dólares, em nota novinhas, sacadas de um banco americano.

Será o Citibank ?

O Boston ?

O Chase, que, no Brasil, operava de mano com a CIA – e a Editora Abril ?

Será o Banco da América, do udenista e Golpista de 64, Herbert Levy, que, depois, deu origem ao Itau-América ?

E o Itau, que, até hoje está onde sempre esteve …

Sempre se suspeitou que a traição de Kruel, amigo e compadre de Jango, tinha cheiro de suborno.

Kruel foi o Pinochet do Jango – por um punhado de dólares.

É o que demonstra esse depoimento histórico do Major Moreira.

Como se sabe, o Historialismo – não é História nem Jornalismo – brasileiro assegura que Jango caiu porque gostava de pernas – de moças e de cavalos.

E que o Golpe foi preventivo, já que Jango ia dar um Golpe.

O “Golpe” do Jango é o Grampo-sem-Áudio – I.

Como se sabe, o Historialismo assegura que Geisel e Golbery deram o Golpe para salvar a Democracia e, depois, resolveram recriá-la.

O depoimento do Major Moreira comprava o que, cada vez fica mais claro.

(Clique aqui para ler sobre o documentário “O Dossiê Jango” e aqui para ler sobre o documentário de Camilo Tavares.)

O papel dos dólares na queda de Jango.

A FIESP – a mesma do PIB da Tortura - foi o trem pagador.

Um desses notáveis historialistas, colonista (*) da Folha (**) e do Globo Overseas, cita neste domingo editorial do New York Times – como se fosse a Bíblia – de 3 de abril de 1964, onde Jango é tratado de “incompetente”e “irresponsável”.

Uma dos indícios da “incompetência” do New York Times, por exemplo, é a cobertura que faz do Brasil.

Parcial, partidária, superficial e pigal (***).

Foi o jornal que disse que o Lula não podia governar porque era um alcoólatra.

O mesmo que assegurou que havia “armas de destruição em massa” no Iraque.

Eis o video com a entrevista, que também será postada no site do Instituto João Goulart:

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

A CONSCIÊNCIA DO DEVER CUMPRIDO. RECONHECIMENTO QUE ESTIMULA A CONTINUAR FIRME E COERENTE NA LUTA.

Ontem ocorreu a solenidade de entrega do diploma dos Melhores da Política do ano de 2013, evento promovido anualmente, há 11 anos, pela PPE. A premiação é resultado de um processo de votação entre um grupo de profissionais de várias áreas, pública e privada, bem assim de votação pela internet. Nesta edição votaram quase 4.000 pessoas. Em 2010 eu já havia sido escolhido na condição de Secretário do Meio Ambiente e Controle Urbano de Fortaleza e agora como um dos quatro melhores vereadores do Estado do Ceará. Juntamente comigo, nessa categoria, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Walter Cavalcante, o meu companheiro de partido Acrísio Sena e o vereador Evaldo Lima, também boa-viagense como eu. Boa Viagem, assim, entrou com 50% dos escolhidos, igual percentual com relação ao meu partido. Dos 43 vereadores o Partido dos Trabalhadores tem 4 e, destes, dois foram eleitos como os melhores do ano de 2013. Resta agora continuar firme e coerente com toda uma história de vida e de militância política.  Recebo a indicação com humildade, sabendo das minhas limitações, e com forte sentimento de aumento de responsabilidade para honrar, sempre, a confiança depositada em nossas ações e atitudes.














sábado, 15 de fevereiro de 2014

DIAS DECISIVOS NO PT CEARÁ PARA 2014...

Articulações da nossa AE - Articulação de Esquerda (Deodato Ramalho) e Casa Vermelha (Guilherme Sampaio) em torno da pré-candidatura já definida do vereador Guilherme Sampaio a deputado estadual e, em definição, a minha própria a deputado federal.
Deodato e Guilherme - Líder do PT e Líder da Oposição na Câmara Municipal de Fortaleza, respectivamente.

As eficientes Ingrid e Sílvia, da assessoria do gabinete do ver. Deodato com Guilherme 

Guilherme, Rachel Ramalho (a quem cabe a palavra final) e Deodato

Guilherme, Rafael Tomyama (nosso dirigente maior da AE no Ceará), Carol, Deodato e Rachel

Militânciada AE

Nosso companheiros do rap com Guilherme. JK deu uma linda palha do que há de melhor do rap da nossa periferia

JK e Ritinha, talentosos companheiros do rap fortalezense




Parceiros do blog da Dilma sempre presentes.

sábado, 1 de fevereiro de 2014

"Hay una cosa más preciada que la vida es la vida honrada"

"Hay una cosa más preciada que la vida es la vida honrada" (José Martí, poeta, escritor, jornalista, herói nacional cubano)

COMO A DESONESTIDADE INTELECTUAL DE UNS, A PICARETAGEM DE OUTROS, OS EQUIVOCOS DE ALGUNS, A IGNORÂNCIA E A INOCÊNCIA DE OUTROS TENTARAM TRANSFORMAR R$ 211.000,00 EM R$ 14.000.000,00 PARA ATINGIR A MINHA HONRA. 

Tenho 57 anos de idade. Não me arvoro, nem nunca me arvorei, de dono da verdade, o que não me impede de procurar ser firme nas minhas posições, de defender com ardor as minhas convicções. Nessa linha, posso assegurar a quem me conhece ou não me conhece; a quem é meu amigo ou não; a quem é meu aliado ou não nas lutas políticas, sociais e profissionais: desde a minha infância, passando pela adolescência, pela vida de estudante, de bancário, de advogado e como gestor público NÃO TENHO NADA QUE ME ENVERGONHE PERANTE MIM MESMO, PERANTE MINHA FAMÍLIA, PERANTE MINHA TERRA, PERANTE MEUS AMIGOS, PERANTE MEUS ALIADOS OU PERANTE MEUS ADVERSÁRIOS. Provavelmente, aí resida uma das maiores contrariedades daqueles que não ligam para honra, para uma vida de dignidade e de decência na sua condução pessoal, profissional e política.

Dirijo-me aos membros deste Grupo, particularmente aos que, durante o processo eleitoral de 2008,  acompanharam o episódio em que tive a minha honra dura e injustamente atacada, a mando do prefeito de Boa Viagem, utilizando dois de seus asseclas que alugam a voz para caluniar, difamar e injuriar os que, de algum modo, ousam desafiar o poder do chefe. Me refiro à situação em que os dois asseclas durante um programa da emissora Asa Branca, manipulando um parecer inicial referente à Tomada de Contas Especial instalada no Tribunal de Contas dos Municípios (processo nº 28408/07 - iniciada por requerimento do deputado João Jaime Marinho de Andrade), assacaram gravíssimas acusações contra mim e contra a prefeita Luizianne Lins. 

Vejamos o resumo da indignidade dos asseclas:

- 21.08.2008 - Anunciaram bombasticamente que no dia seguinte (22.08) divulgariam um dossiê que demonstraria que o advogado Deodato Ramalho, na condição de Procurador Geral do Município,  havia sido condenado pelo TCM por ato de improbidade, por haver causado um rombo no município de Fortaleza; 

- 22.08.2008 - Os asseclas ocupam o horário inteiro do programa do meio-dia da emissora chapa branca e leem um equivocado parecer INICIAL da área técnica do TCM, ao qual acrescentaram comentários agressivos, caluniosos, com o agravante de ser, um dos asseclas, um advogado (pobre de um cliente que tem um advogado que não sabe distinguir um parecer de uma decisão, seja ela administrativa ou judicial);

 - A deslealdade e a indignidade foi tanta que, mesmo tendo eu telefonado na hora (88-3427.1104) em que eram feitos os mentirosos ataques não só fui impedido de me manifestar, nem mesmo foi comunicado no ar que eu ligara para rebater as maledicências;

- Nem mesmo o direito de defesa, que requeri posteriormente à Justiça, chegou a ocorrer, tendo em vista a injustificadíssima demora do juiz de então em julgar o pedido;

- No processo eleitoral de 2008, em alguns momentos da campanha, a então candidata a prefeita Patrícia Sabóia e o candidato Moroni Torgan, alimentados pela maledicência, levantaram a questão nos debates eleitorais, fato que findou por não ter a menor repercussão, dada a absoluta inconsistência da leviana denúncia.

Decorridos quase cinco (5) anos do injusto ataque, eis que agora em 21.01.2014 o Tribunal de Contas dos Municípios JULGOU DEFINITIVAMENTE O PROCESSO reconhecendo o óbvio, ou seja, ao invés de receber menos pela dívida O MUNICÍPIO RECEBEU MUITO MAIS. Aqui vale fazer um registro: fosse eu um mau-caráter, um advogado sem escrúpulos, na época Procurador Geral do Município, e sabendo do grave erro do cálculo realizado, que transformou uma dívida de pouco mais de R$ 100.000,00 em pouco mais de R$ 14.000.000,00, teria manipulado para tirar proveito próprio (claro que, para isso, teria que contar com a cumplicidade de outros advogados sem escrúpulos, no caso os causídicos da parte contrária). 

O fato é que o Tribunal de Contas dos Municípios, agora sim JULGANDO o processo, e após os próprios órgãos técnicos (a Inspetoria - a mesma que dera o parecer inicial equivocado - e a Auditoria) e o Ministério Público de Contas (que inicialmente também dera parecer equivocado), reconheceu a completa IMPROCEDÊNCIA da denúncia. Na verdade, segundo os próprios cálculos da Auditoria e da Inspetoria, após os devidos esclarecimentos, demonstrou que o Município foi beneficiado porque recebeu R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais) por uma dívida que era de R$ 211.000,00. 

Agora é continuar aguardando o julgamento da ação de danos morais que movo contra os caluniadores.

Finalmente, chamo a atenção para os que interagem nas redes sociais; que ouvem rádio; que leem jornal; que assistem televisão etc para que não emitam juízo de valor apenas pelo que leem, veem ou ouvem, qualquer que seja a fonte, SEM ANTES CHECAR A VERACIDADE DA DENÚNCIA, a partir da confiabilidade da fonte, mas não apenas por ela. Afinal, quando se trata de interesse público NÃO INTERESSA NEM A QUALIFICAÇÃO NEM A MOTIVAÇÃO DO DENUNCIANTE, MAS O CONTEÚDO DA DENÚNCIA. 

A facilidade do livre trânsito da informação, a ampla liberdade de expressão e de opinião, têm, infelizmente, facilitado enormemente a manipulação, a falsidade, a mentira, a calúnia, a difamação, a injúria, que além de ser desinformativo acaba contribuindo para proteger os verdadeiros larápios, colocando no mesmo balaio as pessoas de bem e crápulas aproveitadores e enganadores do povo.

Como ensina o herói nacional cubano, José Martí "Hay una cosa más preciada que la vida es la vida honrada". Por isso, mesmo passados todo esse temo, julgo-me na obrigação de partilhar com todos essas informações, anexando o inteiro teor da decisão do Tribunal de Contas dos Municípios.

Deodato Ramalho, advogado, vereador do PT de Fortaleza. 




 

 






quinta-feira, 16 de janeiro de 2014